08/04/16

Sponge Cake com Morango e Curd de Tamarilho




Este é um dos mais conhecidos clássicos britânicos que povoa alguns dos meus livros mas que ainda não tinha chegado ao meu forno. 
Basicamente é o equivalente ao nosso pão de ló, que facilmente se traduz para bolo esponja, mas acrescenta gordura na sua composição.

Tinha experimentado fazer curd de tamarilho, já que é um fruto que abunda por cá no inverno, e entendi que combinava muito bem com um bolinho de massa seca, as suas natas e morangos. Sendo estes dois últimos ingredientes uma companhia muito frequente dos Sponge Cakes, principalmente na versão Victoria, usando fruto vermelho em compota.

Não é difícil de perceber porque sempre fui adiando experimentar este clássico. Olhava para a textura da massa e achava-a... pois... bem seca!
Avessa que sou a esta sensação quando saboreio um bolo, ainda não me tinha atrevido. Posto isto, o curd de tamarilho deu-me a confiança necessária para concluir que bem acompanhado até é um bolo para ser interessante.

Lá fiz e o resultado está à vista! Ainda que ache a massa, por si só, efectivamente seca, foi um bolinho que soube bem e vale pela interacção que cria com o recheio. 
Gostei e apreciei. É um bolo bem simples com resultados muito bonitos e elegantes.

Primavera é para ti. Decide-te por favor!!!







































SPONGE CAKE COM MORANGO E CURD DE TAMARILHO
(Adaptado da receita Classic Sponge Cake, do livro "Delia's Cakes", de Delia Smith)

Ingredientes
(8-10 fatias)

|Massa 
2 ovos, grandes
115 gr de açúcar
115 gr de manteiga amolecida
115 gr de farinha
1 colher (chá) de fermento
1 colher (chá) de extracto de baunilha

|Curd de Tamarilho
80 ml de sumo de tamarilho
30 ml de sumo de limão
3 ovos
 
100 g de açúcar
 
50 g de manteiga à temperatura ambiente


|Recheio
200 ml de natas
80 gr de açúcar em pó + para decorar
10-12 morangos grandes

Preparação

Começar por preparar o curd que deve ser feito com antecedência. Levar ao lume, em banho maria, os ovos bem misturados com o açúcar, o sumo de tamarilho e o sumo limão. Mexer sempre para não ganhar grumos, até engrossar. Pode demorar cerca de 8-10 minutos. 
Retirar do lume e incorporar a manteiga cortada em pedaços pequenos. Mexer até a manteiga estar bem derretida e envolvida no creme.
Colocar num frasco esterilizado, fechar bem e deixar arrefecer com a tampa virada para baixo. Refrigerar. Dura cerca de 15 dias no frigorífico.
De seguida bater as natas do recheio até ficarem firmes e adicionar o açúcar. Bater um pouco mais e colocar no frio até usar.
Para o bolo: pré-aquecer o forno a 170ºC.
Untar com manteiga e forrar o fundo com papel vegetal, também untado, de duas formas redondas de 18 cm de diâmetro. Reservar.
Peneirar a farinha e o fermento para um recipiente, permitindo que arejem bastante. Juntar os restantes ingredientes e com a batedeira misturar tudo até a massa ficar cremosa e homogénea (evitar bater demasiado).
Distribuir o preparado em igual quantidade pelas formas, e levar ao forno cerca de 25 minutos. Fazer o teste do palito, e se sair seco retirar do forno.
Passados 30 segundos passar a faca delicadamente pela lateral para soltar a massa da forma. De seguida retirar das formas e coloca-los sobre uma grelha de arrefecimento, com o fundo virado para cima. 
Se os bolos formarem altos acentuados no topo, aparar pelo menos um, que será o disco da base.
Montagem:
Espalhar as natas generosamente sobre o disco inferior, dispor os morangos e de seguida espalhar o curd a gosto.
Colocar o segundo disco por cima, polvilhar com bastante açúcar em pó e decorar com morangos.
Servir.

Nota: para um melhor resultado do recheio, colocar a embalagem das natas 15 minutos no congelador antes de bater.



18 comentários:

  1. Lindo! Todas as tuas receitas são um regalo para os olhos! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Elisabete, Obrigada!!! És uma querida :)

      Bjinhosss

      Eliminar
  2. Sou fanática por sponge cake, é o bolo que mais faço cá em casa, e normalmente a base para invenções. Gosto dele assim mais sequinho, cheio de sementes de baunilha pelo meio, ou então com o acrescento de sumo e raspa de citrinos para ficar mais húmido, gosto dele com chocolate ou com café, enfim, sou louca por sponge. Este teu é lindo, ficou mesmo perfeitinho. Nunca experimentei tamarilhos, tenho uma certa curiosidade, mesmo, mas raras vezes vi á venda e quando vi... ui que caros!!!
    http://bloglairdutemps.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Miranda, todos temos um doce/bolo (ou vários!) que nos tiram do sério :) E é tão bom!
      Obrigada pelas palavras!

      Bjinhos

      Eliminar
  3. Que bolo lindo, só de olhar dá vontade de comer. :) E o sabor nem consigo imaginar o quão bom deverá ser. :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Inês,
      Muito Obrigada, eu gostei muito :)

      Bjinhos

      Eliminar
  4. Que belo aspecto :) Dá vontade de comer só ao ver as fotos, adorei!!!
    Acho que vou ter que te pedir umas dicas de food styling... pois eu sou um zero nessa area;(
    beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelas palavras, Célia!
      Não sou especialista ou profissional de foodstyling, mas no que puder ajudar está à vontade :) É uma evolução natural, e se quiseres vais melhorar seguramente.

      Bjinhos

      Eliminar
  5. Olá,
    Confesso que não adoro Tamarilho, mas este bolo está a meter-se comigo.
    Que aspecto maravilhoso!
    Beijinhos,
    Vanda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Vanda,
      Na forma de curd o tamarilho perde aquela acidez e "agressividade" que tem. Eu gosto dele ao natural mas assim fica bem interessante ;)

      Bjinhos

      Eliminar
  6. Ficou um bolo fantástico, gostei muito mesmo.
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito Obrigada, São! :)

      Bjinhos e Boa Semana

      Eliminar
  7. Que bolo tão apetitoso. Ficou lindo.
    Bjinhos

    Bimby & Sabores da Vida

    ResponderEliminar
  8. Minha querida,
    Como já te disse no insta, visualmente, acho perfeitíssimo este teu sponge!!
    Se achas mesmo que é um bolo seco, volto a dizer-te que o verdadeiro sponge, em que a manteiga (à temperatura ambiente) é super bem batida com o açúcar, até não se sentirem grão de açúcar entre os dedos, não é nada seco e fica com uma textura leve. O método que usaste, o chamado "all in one", método que também é bastante utilizado, não lhe dá a tal textura perfeita..., mas isto sou eu armada em técnica da coisa, lol, pois já fiz utilizando ambos os métodos e notei diferença. Um bom challenge para o nosso Sweet World...
    Beijinhos minha lindona,
    Lia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Excelente dica, Lia!
      Sabes que segui a receita original da Delia e era esse o método! Numa próxima já saberei como dar mais leveza à massa. ;)
      Obrigada!!!

      Bjinhossssssss

      Eliminar
  9. Oh! Que lindo! Eu adorava experimentar tamarilho! Mas nunca vi à venda! Mas adorei a sugestão! Bjnhos Isabel!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isabel, não é muito comum de facto ver tamarilho... Felizmente temos caseiros e é um fruto com alguma versatilidade que gosto muito de usar. :)

      Bjinhos

      Eliminar



Opiniões agradecem-se! Fiquem à vontade :)