20/01/15

Chiken Korma na Cabaça


 

Não sendo muito dada a comida demasiado picante, já aprecio bastante, porém, comida cheia de sabor e aromas diferentes.

Com isto do blog comecei a conhecer muito mais ervas aromáticas, especiarias, pastas de temperos, molhos e afins, e a comida indiana é do mais fértil que há em termos de utilização de especiarias e aromas riquissimos. 
Mesmo que nem sempre tenha a possibilidade de comprar os condimentos em bruto e moer na hora, cada vez são mais imprescindiveis nesta cozinha.

A chiken korma é um prato indiano muito simples de executar, e que não tem obrigatoriamente de se tornar demasiado forte ou pesado, mantento à mesmo um sabor delicioso e bem rico.

Neste caso resolvi servi-la na cabaça, incluindo a polpa da mesmo no prato, o que ajudou a intensificar o seu sabor doce e aumentar a densidade do molho. 
Fica a sugestão de uma forma diferente de confecionar e servir um simples e delicioso frango.








































CHIKEN KORMA NA CABAÇA

Ingredientes

(4 pessoas)

3 peitos de frango médios, sem osso
1 cebola grande picada
3 dentes de alho esmagados
Azeite
1 colher (sobremesa) de coentros em pó
1 pitada de pimenta preta
1 colher (sopa) de gengibre fresco raspado
1,5 colher (chá) de açafrão
1/2 colher (sopa) de garam massala
2 folhas de louro 
1/2 colher (sopa) de farinha
120ml de leite de côco
80-100ml de água
3 colheres (sopa) de iogurte grego natural
1 cabaça
1/2 lima
Coentros frescos
Amêndoa palitada tostada
Arroz branco

Preparação

Cortar os peitos de frango em cubos de tamanho médio, temperar com sal e deixar repousar uns 20-30 minutos.
Abrir a cabaça ao meio, no sentido do comprimento, e retirar a polpa do interior, sem ferir a casca. Cortar a polpa em cubinhos pequenos e reservar.
Numa frigideira anti-aderente levar um fio generoso de azeite a aquecer. Quando quente, adicionar a cebola, o alho e o gengibre. Deixar cozinhar cerca de 8-10 minutos, até a cebola amolecer e adicionar de seguida as especiarias e o louro partido. Deixar cozinhar cerca de 4-5 minutos, mexendo de vez em quando.
Introduzir o frango e os cubos de cabaça, temperar com sal e pimenta e deixar alourar. De seguida acrescentar a farinha, o leite de côco, a água e o iogurte. Mexer, rectificar temperos e deixar cozinhar mais 8-10 minutos, com o lume brando e sem deixar pegar.
Entretanto levar a cabaça ao forno, pré-aquecido a 200º, durante 10 minutos. 
Por fim, juntar ao frango, o sumo de lima e uma colher de sopa de coentros frescos picados, envolver bem e retirar do lume.
Colocar o preparado dentro da cabaça, polvilhar com a amêndoa laminada tostada e coentros frescos pouco picados.
Servir quentinho acompanhado de arroz branco seco.

Nota: resolvi suprimir o côco ralado, mas fica a sugestão de polvilhar também com este ingrediente antes de servir.


 

8 comentários:

  1. Querida Susana,
    Vês, só estou zangada com o blogger, não contigo, eheheh!!
    Eu também não gosto de comida muito picante, mas adoro especiarias e aromáticas e esta tua korma na cabaça, já a tinha fisgado no insta e está mesmo super linda e apetitosa. Adoro!!
    Um beijinho,
    Lia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois pois, menina Lia! O que importa é a tua presença ;)
      Esta korma já é boa, mas assim na cabaça apetece ainda mais.

      Bjinhos

      Eliminar
  2. Gosto muito deste prato e a apresentação que lhe deste está um mimo! :)
    http://petiscana.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo Ana, pois os olhos também comem :)

      Bjinhos

      Eliminar
  3. Eu adoro picante, adorei a tua sugestão em tudo para me agradar
    Apresentação esta linda
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, São! Gostei muito do resultado :)

      Bjinhos

      Eliminar
  4. Eu e o picante não somos grandes amigos, hehe, mas adoro uma boa comida indiana, cheia de sabores, especiarias e cores, sem necessariamente ter de ser super picante!
    Adorei esta receitinha dentro da cabaça, fica tão giro não é?
    E os coentros não podem faltar!!
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que ficou Inês, gostei muito! :)
      Pois, nem sempre é necessário apimentar demais para ficar bom.

      Bjinhos

      Eliminar



Opiniões agradecem-se! Fiquem à vontade :)