21/11/14

Tarte Bakewell





E cá está a minha 1ª tarte "à séria". Douradinha, brilhante, com efeito rede e tudo. 
Daquelas que nos gritam: "Olha para mim tão apetitosa... Prova-me!!!"
Não ficou perfeita em termos técnicos mas andou lá perto.

A receita é do Sr. Ramsay e trata-se de um clássico british, que pela sua composição me convenceu de imediato. Aqui a amêndoa é rainha e está tudo dito.
Apesar de ter usado massa quebrada de compra, não acho que tenha prejudicado o resultado, apenas dificultado um pouco o desenformar, pois torna-se um pouco mais fina.

Calorias à parte, o interior é sublime, com a leveza da amêndoa a contrastar com o toque do doce no fundo. O crocante das tirinhas da quadricula é divinal e remata na perfeição esta bela e "suculenta" tarte.

Aprecio imenso o trabalho deste chef, principalmente desde que tenho dois dos seus livros a viver lá em casa e posso contemplar as suas receitas com mais calma.

Trago esta delícia para o desafio "Quinze dias com...", acompanhada de uma nota importantissima: Não deixem de experimentar!







































TARTE BAKEWELL
(Receita Original do livro "Cozinhar para os Amigos" do Gordon Ramsay)

Ingredientes

(10-12 fatias)

500 gr de massa quebrada (2 embalagens)
200 gr de manteiga, à temperatura ambiente (a receita original indica 300 gr)
180 gr de açucar (a receita orihginal indica 275 gr)
3 ovos grandes, ligeiramente batidos
1 col chá de extracto de baunilha
250 gr de amêndoa moida
3 col. sopa de farinha
Raspa de limão
3-4 col. sopa de doce de framboesa caseiro
2 col. sopa de doce de alperce, misturadas com 2 col. de chá de água a ferver

Preparação

Pré-aquecer o forno a 190º.
Forrar uma tarteira de fundo amovível (usei 22 cm com 4 cm de altura) com a massa quebrada, deixando um pouco de massa por fora da tarteira. Levar ao frigorífico cerca de 30 minutos, enquanto o forno aquece.
Entretanto estender as sobras da massa em forma rectangular, colocar num tabuleiro e usando uma régua cortar tiras de cerca de 1cm de largura. Levar ao frigorífico.
Cobrir a massa da tarteira com papel de alumínio e colocar feijões ou pesos próprios por cima. Levar a massa ao forno, cerca de 15-20 minutos até ficar firme e ligeiramente dourada nos bordos.
Retirar do forno, remover o papel de alumínio e os feijões e deixar arrefecer um pouco.
Preparar a massa, batendo a manteiga com o açucar até obter um preparado leve e fôfo. Incorporar gradualmente os ovos e a baunilha e depois acrescentar a amêndoa, a raspa de limão e a farinha peneirada.
Aparar o excesso de massa da tarteira e distribuir uniformemente uma camada de doce de framboesa pela base.
Espalhar por cima a mistura de amêndoa e alisar bem a superfície.
Usar as tiras de massa para criar um efeito de rede em cima do recheio, colocando a primeira série de forma paralela e depois por cima de forma perpendicular. Deixar alguns centimetros entre elas e cortando o excesso nas pontas.
Levar ao forno por cerca de 35-40 minutos, até a massa estar firme e dourada.
Retirar do forno e ainda quente pincelar a superficie com o doce de alperce misturado com a água.  
Deixar arrefecer e servir.

Nota: em relação à receita original reduzi as quantidades de açucar e manteiga, acrescentei raspa de limão e substitui o doce de morango por doce de framboesa.
Nota_1: se usar doce de compra ter atenção à quantidade aplicada para não se tornar demasiado doce.




































O desafio:


20 comentários:

  1. Gosto muito de tartes de amêndoa, não conhecia esta versão! Fiquei tentada em experimentar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também gosto muito, Ana!
      Normalmente faço versões mais convencionais por cá e adoro. Esta tem uma massa completamente diferente e no conjunto fica excelente :)

      Bjinhos

      Eliminar
  2. TÃO LINDA!! Apetece mesmo meter o garfo.

    ______________________
    Ana Teles | blog: Telita na Cozinha

    feedly - bloglovin' - Facebook



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Ana! :)
      Concordo, só apetece provar.

      Bjinhos

      Eliminar
  3. Adoro doces com amêndoa e adoro framboesas, ai esta em doce mas é o mesmo.
    Essa tarte ficou linda...linda
    A fatia esta divina e a pedir uma dentada, adorei mesmo
    Bom fim de semana
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada São!
      Estava deliciosa, diz quem comeu :) Ias certamente adorar.

      Bjinhos

      Eliminar
  4. Linda e com um interior mágico....
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito Obrigada! :)
      O interior é realmente muito apelativo.

      Bjinhos

      Eliminar
  5. Olá Susana!
    O aspecto desta tarte está muito bom, deve ser delicosa, pois se a amêndoa é a raínha quem sou eu para desobedecer a sua majestade, tem de ser boa mesmo. ;)
    Eu não sou muito fã do Ramsay, comecei a gostar mais depois do programa "Comida Caseira", tem uma ou outra receita interessante. ;)
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo muito boa, Célio!
      Inicialmente assustei-me um pouco com a quantidade de manteiga, dai ter optado por introduzir o limão, mas no conjunto resulta lindamente. A textura é fantástica! :)
      Sabes que só comecei a prestar mais atenção, e depois a admirar o Ramsay, precisamente no "Comida Caseira", pois só o conhecia do Hell's Kitchen, e aquilo pouco me dizia.
      Depois ofereceram-me os livros e rendi-me ;)

      Bjinhos

      Eliminar
  6. Que bonito ficou e tem um aspecto delicioso

    ResponderEliminar
  7. A tua primeira tarte passa com distinção, tão linda e apetitosa que ela ficou! E de sabor, deve ser impossível ficar só por uma fatia, eu nem tentava ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gori, apesar de alguns probleminhas técnicos acabou numa Sra. Tarte! :)
      E sim, para apreciadores de amêndoa e texturas húmidas, é viciante.

      Bjinhos

      Eliminar
  8. Olá Susana,
    eu adoro uma tarte Bakewell, acho lindo e delicioso, com a amêndoa e a camada de doce, fica perfeita.
    Acho que o resultado da tua não podia ser melhor, está linda!!
    E receita do sr. Gordon não falha! Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca tinha provado, Inês!
      Tive alguns problemas na desenformagem mas de resto resultu lindamente :)
      Em relação às receitas desse maluco, das 4 ou 5 que fiz, acredita que não falham mesmo. Ficam deliciosas! :)

      Bjinhos

      Eliminar
  9. Olá,

    Ficou uma tarte perfeita para estes dias frios.

    Beijinhos,
    Clarinha

    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2014/11/quinze-dias-com-gordon-ramsey-e-tres.html

    ResponderEliminar
  10. Fecho os olhos e imagino os sabores. Que delícia! Obrigada pela participação! Beijo!

    ResponderEliminar



Opiniões agradecem-se! Fiquem à vontade :)